Publicidade
Notícias
Economía
Cultura
Instituições e Empresas
Personagems
Links
Editorial
Documentos
Cronologías
 Editorial
23/10/2004
LIBERDADE DE EXPRESSÃO !!
A função de um jornalista é a de informar, com exactidão, acerca do que está a suceder em cada momento. Escutar, ler, investigar, fazer-se com todas as informações possíveis referentes aos feitos e explicá-las no seu meio de informação, com veracidad

Mais Editoriais
OUTRA VEZ O EXÉRCITO   12/10/2004
Animais humanos   28/08/2004
É uma vergonha   29/03/2004
Liberdade de Expressão   29/11/2003
A função de um jornalista é a de informar, com exactidão, acerca do que está a suceder em cada momento. Escutar, ler, investigar, fazer-se com todas as informações possíveis referentes aos feitos e explicá-las no seu meio de informação, com veracidade e sem nenhuma auto censura.

Devem ser os seus leitores que, ao ler os feitos, tirem as suas conclusões.

Um jornalista não é um politico, nem é um escritor ou poeta… um jornalista é um informador da opinião publica e consequentemente deve-se exclusivamente a essa opinião publica.

Em consequência um jornalista não pode aceitar nenhuma auto censura, nenhuma limitação á sua labor de informar os seus leitores, nenhuma concessão aos implicados nos feitos que narra, nem se gere pela oportunidade circunstancial das noticias.

O contrário de tudo isto não é jornalismo… chama-se manipulação da opinião pública, jornalismo amarelo…

A Guine-bissau.com quer expressar que de nenhuma forma aceitará nenhuma intromissão no nosso labor tanto por parte do estado, como pela parte dos políticos, empresas ou até mesmo de certos jornalistas...

A Guine-bissau.com não põe travas nem limites á informação que possam dar os nossos jornalistas, não põe travas nem distingue a opinião internacional da opinião pública da Guiné Bissau.

A Guine-Bissau.com considera pois uma vergonha, uma intromissão intolerável, os apelos do governo á moderação informativa e á auto censura, apelos que se veem sucedendo cada vez com mais insistencia.

Não aceitamos nenhuma moderação informativa, não aceitamos nenhuma auto censura pela parte dos nossos jornalistas e se alguém se sente tentado a ela sem duvida alguma que não permanecerá na nossa redacção.

Já é bastante vergonhoso ter que andar a pedir esmola a comunidade internacional para poder solucionar as nossas misérias fruto de uma má gestão, corrupção estendidas, e encima pretender manipular a informação para dar uma imagem internacional não acorde com a realidade do país.

Para bem ou para mal, todos os cidadãos deste mundo global, seja qual seja a sua origem racial, politica, económica, religiosa… tem o direito a uma informação verás, contrastada, real e actualizada.

Assim pois a Guine-Bissau.com não aceita nenhum compromisso que limite a nossa capacidade e labor de informar, sejam quais sejam as consequenciais de esta decisão.

Uma reunião entre o governo e os média apelando, por parte do governo, á auto censura, não tão só é anti democrático, mas também extremamente ofensivo para a nossa profissão, para a credibilidade de cada um dos nossos jornalistas.

Desde aqui Guine-Bissau.com apela a toda a profissão e meios média da Guiné-bissau, a recusar com radicalidade, com firmeza, qualquer tipo de auto censura da sua informação. Só assim poderemos afiançar a nossa credibilidade, afiançar a liberdade de expressão, afiançar a democracia, os direitos humanos e o desenvolvimento do nosso pais.

A redacção da GUINE-BISSAU.COM
 

Guine-Bissau.com - marca registrada.
Não se autoriza a utilização dos nossos conteúdos sem prévio acordo.
BISSAU - GUINÉ-BISSAU
EDITORIAL
  LIBERDADE DE EXPRESSÃO !!
>> ELEIÇÕES 2008
>> ELEIÇÕES 2004
>> OPINIÃO
>> ANÚNCIOS
>> CORRUPÇÃO
>>  AJUDAS INTERNACIONAIS
>>  DOSSIERS
 Arduinna.org