Publicidade
Notícias
Economía
Cultura
Instituições e Empresas
Personagems
Links
Editorial
Documentos
Cronologías


Foros de Debate



Participe no fórum e dê a sua opinião. A opinião da Direcção está expressa na linha editorial.

Os participantes do fórum podem exprimir as suas ideias pessoais que não tem necessariamente que concedir com os temas de Guine-Bissau.com.

Dê a sua opinião sobre a actualidade nacional e internacional no fórum.
Economía  |  Política  |  Desporto  |  Religião  |  História  |  Sociedade

Ultimo Comentario: 16/12/2007 19:10:57 10 comentarios
Tema: PODER MILITAR
militares espancam os civis na guine-bissau e prometem turturar o presidente da loga guineense
Os inimigos da guine sao os proprios militares. sao eles que nao querem que o país saia nessa inpumidade. pensam que sao melhores de todo mundo ou esttao acima da lei.
Indice de Debates    A sua opinião    Proponha um debate
Everaldo Oliveira   São Paulo - Brasil   Brazil   16/12/2007 19:10:56
Cura do HIV SIDA AIDS
Boas notícias sobre a SIDA e HIV Um Senhor Italiano de 71 anos de idade, chegou ao Brasil com 14 anos de idade , começou trabalhando como Servente de construção, estudou a noite e aos 20 de idade já estava em Brasília trabalhando como desenhista na construção dos Ministérios e do Congresso . Formado em Psicanálise , para conhecer a importância dos primeiros 6 anos de idade na formação do caráter e da personalidade do ser humano , nos últimos 10 anos se dedica na ajuda das Crianças pobres e abandonadas . Agora graças a era de Aquário o Poder do Maitreya conseguio se aproximar e envolver o Planeta Terra com a Energia do nosso Pai do Céu, trouxe para a terra e especificamente para os Mestres (Anjos e Arcanjos) um poder que antes não tinham, de dois a esta parte recebeu uma Ordem, (que não está escrito em nenhum Livro) de como proceder para eliminar a agressividade do Vírus do HIV “SIDA” ou “AIDS” uma vez eliminado a agressividade do Vírus todo o tratamento Médico torna-se facilitado fazendo com que todo medicamento como também o Coctel passe a fazer efeito melhorando o Sistema imunológico e as suas defesas naturais recuperando então o CD4 e CD8 mesmo continuando presente o Vírus ainda no Sangue , já tiveram vários casos de pessoas que tiveram o Exame Negativo uma delas para ter certeza repetiu o Exame 12 vezes para ter a total certeza e todas as vezes o resultado foi o mesmo “Negativo”. Na verdade quem cura é a Medicina neste caso em Especial contamos com o toque da Mão de Deus . Para você receber os benefícios e a atenção do MAITREYA e dos Mestres você deve assumir um compromisso com as Crianças pobres e abandonadas , que são as maiores vítimas da sociedade , para fazer tudo ou mais que for ao seu alcance para ajudá-las e tome cuidado com as promessas não cumpridas , pois lá em cima eles estão de olho em você . Visite o nosso SITE e lá deixe a sua mensagem e o seu nome ou de alguém que você deseja ajudar. http://www.opoderdomaitreya.com.br Ou Envie para o E-mail: everaldooliveira@ibest.com.br e mande o nome de uma pessoa portador do Vírus em pouco tempo estará livre dessa terrivel doença caso você não queira expor o seu nome basta mandar um Apelido EXEMPLO: Maria de Guine-Bissau ou somente as Iniciais do nome EX.: J.A.P. Obs.: Não se trata de Religião.
Sambuia Caeiro Nevada   Bissau   Guinea-Bissau   18/04/2007 19:57:07
Faltam três dias para o fim político de Sory e Poquena e o mesquinho Pedro da Costa (PI)se nao devolverem o Interior e as Finanças
http://www.guine-bissau.com/portal.aspx?link=public/forumscontainer.ascx&forumid=26 Indice de Debates A sua opinião Proponha um debate Sambuia Caeiro Nevada Bissau Guinea-Bissau 18/04/2007 19:39:40 Ah! Afinal o feijão tem o tocinho. – Palhaçadas ou Negociatas? Dr. Vençan Naluak, Dr. Sedja Mam, Engº Fernando Correia Landim, nem o mestre Artur Sanha podiam ser ministro do Interior! Uma pasta que o iletrado negociata Sory Yalá afinal já tinha negociado com o Nino para o Baciro watcha katcheu que so sabe inventar golpes de estado. O PRS nao deve deixar este negócio pessoal ficar assim em branco, pois todos os militantes já sabem de que o resultado das negociações determina 40% de pastas ministeriais para o PRS como a igual percentagem para o PAIGC. Todos os militantes até no fundo das tabancas do interior da Guiné-Bissau estão confusos e revoltados com seriedade contra os dirigntes que numa das aquelas noites de negociata sentaram a fresco para venderem às escondidas o Ministério das Finanças, quando o próprio Isufo Sanha reconheceu de que era a pasta do PRS. Mas, ele foi convencido pelo General João e Bas Dabó de que já tinham feito o negócio com a Direcção do PRS, pelo que o assunto já está ultrapassado.Mesmo assim, o Issufu teve que reconhecer da existência de quadros que um deles podia muito melhor que ele assumir as Finanças sem dúvidas. O Sory conseguiu fazer o negócio que tanto queria mesmo antes da queda do Aristides: ter dinheiro para esconder no banco ou ir enterrar na sua tabanaca (como Lino Bedan) e , mudar de carro novo para que possa também ser visto em grande com cotovelo em virgulo como régulo que se gaba ser nas reuniões da Comissão Política do PRS do KY. Infelizmente o próprio Koumba nao gosta de conselhos, por senão, ele nao ia confiar este grande Partido ao Sory que sempre fugiu nos momentos críticos da vida política desta formação partidária. O Augusto Poquena nao me surprender, porque ele tinha que entrar nessa batalha de leiloar o Interior e Finanças sem responsabilidade como o Sory a fim de poder ter dinheiro para sempre continuar a sustentar a sua moda a pipi e bico-fino. É vergonha! Nao é de estranhar. Porque o oSory insultou em tempo o Koumba de doido, palhaço e sem carácter e nem postura para merecer o seu apoio nas últimas presidenciais, apoiando o Bacai e, mesmo assim acabou por ser entregue a rédea do PRS pelo próprio Koumba. O Gasparzinho fraquinho, como todos os militantes do Partido sabem é um militante transferido mas sem segredo algum como profissional. Tudo que sabe é sabido atrás do bar da menina bonita Baby. Tudo o que se apropriou de forma ilegal da migração, tesouro antes, Instituto de Comunicações, é ainda hoje patenteado com coroa de rei dos bandidos ao Ministério que precisava de um figura irrepreensível e de reputação iinterna e externa. Mas eu sei os nomes dos jogadores da sua equipa.: N.º 10 é o Fernando Gomes Purtu (ponta de lança), n.º 7 Nhu Tipote Purtu (ambos desfilam para APGB de npono france. Oh diabos Poquena e Djaló, chega de brincadeira. O Filósofo Iala parece que já acedeu ao site (Internet) onde é debatido estes assuntos que em nada abonam ao bem estar do País e muito menos à imagem do Koumba e PRS e de alguns grandes ebons e fieis quadros que ainda aí eexistem.
Felepo   USA   Guinea-Bissau   13/08/2005 13:01:54
Militares e os seus direitos
SONIA a Guine da'para todos ate' sobrar..tem recursos para tal! Ora um senhor na qualidade de um director geral duma empresa a mudar de um carro para outro come se fosse camisa da' nas vistas right? Um comandante, ou um soldado , que nem cama tem para dormir nos quarteis que fara'meios de transporte, doesnt make sense does it? Esses militares sao os primeiros a sacrificar as suas vidas.Resumindo eu pessoalmente acho inacreditavel um alto patente pagando taxi para ir para sua casa. Anyway mantenhas para ti Sonia and keep in touch.
Luis Anibal Fernandes   Lisboa   Guinea-Bissau   21/10/2004 13:50:40
Coitado dos militares guineenses
Sem querer jogar "nos contra", gostaria de aqui deixar a minha sincera e modesta apreciação a respeito do Tema Poder Militar, partindo do princípio de que considero "os nossos militares como vítima e reféns" de uma sociedade injusta. Na infância e juventude tive oportunidade de optar pela vida mlitar, mas não o fiz por falta de vocação. Grande parte dos meus colagas exerceram essa opção e hoje são militares, inclusive tenho um irmão no ramo militar. Posso afirmar com total certeza que a cerreira militar é uma das mais rígidas e rigorosas, sobretudo nos momentos de preparação e formação. As limitações, privações e a férrea disciplina inerentes à carreira militar, ficam minimmizados perante o risco de perda de vida ou de ferimentos e mutilações, perigos presentes nas manobras militares, nas missões de manutenção de paz e nos conflitos e guerras. Por todos esses factores, o serviço militar é obrigatório, pois quase ningém gosta de la estar. Na Guiné-Bissau todos os pais fazem o impossível para livrar os filhos do serviço ou da carreira militar. Em sociedades mais evoluídas, foram criadas condições profissionais e financeiras para tornar a carreira militar o mais atraente possível aos jovens. Em geral, todas as sociedades dispensa uma fatia importante do seu orçamento geral do Estado, para criar as condições mínimimente aceitáveis, por forma a proporcionar aos militares as condições humanas e dignas, para o cumprimento da sua missão. É aceitável que os guineenses nascidos no estrangeiro e que nunca tenham posto os pés no país, possam desconhecer as condições em que vivem os nossos militares, tanto nos quartéis como nas suas casa. Desde as casernas, camas, casas de banho, alimentação, fardamento, meios de transporte, salários,... Com o golpe de estado de 1998, os nossos militares poderam constatar como se fardam, se equipam, se alimentam, como são transportados e pagos os militares senegaleses, guineenses de conakry e da ECOMOG. Os militares que recentemente foram à operação de manutenção da paz na Libéria, poderam constatar essa gritante diferença e para agravar a injustiça com que são tratados, alguém decidiu ficar com os seus trocados oferecidos pelo Koumba Mohamed Yala e pelo seus salários pagos pelas Nações Unidas. Para agravar toda esta problemática, temos a situação dos Combatentes da Liberdade da Pátria ainda no activo, que nunca foram recompensados nem lhes foi assegurado uma reforma condigna. Para aqueles que não têm noção do que recebem os antigos combatentes, posso vos citar o exemplo de colega de infância que recebe uma pensão de 25.000 CFA~~~40 €. Em troca os militares das altas patentes são pagos em função da equiparação das patentes a cargos governamentais. Assim a luta pelas mais altas patentes se tornou um imperativo, alcançavel fácilmente pelos golpes militares, de ahí a sucessão de golpes e contra-golpes, batizados com nomes diferentes. Com a corrupção generalizada que infectou a sociedade guineense, tornou-se vulgar o ditado crioulo que diz "cabra nunca cu maral, lá ki ta cume nél". Por tanto as altas chefias militares, com a anuência do Presidente Yala e dos seus Primeiro Ministros, forma delapidando sem piedade, todo o orçamento destinado ao Ministério da Defesa, passando a viver à grande e à francesa, ignorando e pisoteando os direitos do militar de caserna. Com os priomeiros sinais do perigo do PRS perder as eleições, a "rapaziada" do PRS querendo se distanciar das asneiras do Mohamed Yala e do seu Primeiro Ministro Mario "encarnação"Pires, decidiram se aliar às altas patentes militares e deram o golpe de Estado de 14 de Setembro/03, alegando pretender repor a órdem constitucional no país. Falhadas as tentativas de fraude generalizada nas eleições, também fracassaram as pressões intimidatórias do PRS e da sua ala miliar, não lhes restou outra alternativa a não ser submeter-se à firmeza do poder do PAIGC apoiada pela comunidade internacional, na sua condição de claro vencedor das eleições. Perante as pressõe reivindicativas dos militares vindos da sua missão de paz na Libéria, as altas patentes militares continuar ignorando e pisoteando o direito dos mesmos. Com o mesmo oportunismo político de sempre, mais uma vez os militares foram manipulados na sua acção reivindicativa. Houve tentativa de transformar esta acção em golpe de Estado, perante as mortes e evasão de alguns oficiais visados de lado e por outro, face a firmeza dos órgão de soberania, da comunidade internacional e da sociedade civil nacional, os autores morais da tentativa de golpe de Estado preferiram esconder a cabeça tipo "avestruz". Uns que falavam por tudo e por nada, optaram pelo silêncio total. Outros falaram atirando culpas ao governo, sem condenar o golpe nem lamentar a morte das chefias militares. Os mais perigosos recomendam a administração do país pelas Nações Unidas, recomendando a fórmula mágica aplicada em Timor. Impotentes e incompetentes para convencer e conquistar a confiança do eleitorado, os nossos políticos recorrem a toda artimanha, se os militares não poderam resolver o assunto, que sejam as Nações Unidas e ahí entramos como consultores ou no governo interino, provisório ou transitório. Chega de tretas e de jogadas políticas sujas ou conversas para adormecer o boy. Vamos rezar pela estabilidade do país e pelos nossos militares, para que os seus direitos sejam assegurados de uma vez por todas, que a Reforma das Forças Armadas e da Política de Defesa empreendida pelo actual governo obtenha dos doadores de fundo, o apoio financeiro de que carece. Com a reforma das forças armadas, podemos acreditar que muitos jovens poderão voltar optar pela carreira militar, inclusive aqueles como o meu irmão, que acabaram por abandonar a carreira e forma estudar outros cursos, poderão livremente optar entre voltar para os quartéis ou continuar na carreira alternativa que escolheram. Enquanto às actuais chefias militares, restam duas opções: Melhorar as suas qualificações tecnico-militar e académicas para corresponder às exigências do exercício dos postos que ocupam e para aqueles que não tiverem condições de acompanhar a evolução que o momento exige, deverão certamente optar pela reforma, mas uma reforma condigna, em consonância com os serviços prestados à nação. Nunca gostei da vida militar, pois não tenho vocação nem porte físico adequado, mas tenho uma grande admiração pelos militares de carreira e um grande respeito e consideração por aqueles que lutaram pela nossa independência e em 1998 evitaram que a Guiné-Bissau não fosse invadida pelos nossos vizinhos como aconteceu com a Gâmbia. Deus abençoe os militares da Guiné-Bissau e os liberte da nefasta manipulação de oportunistas e corruptos políticos. O
Esteban   Tandil   Argentina   15/10/2004 17:09:08
Funcion de los militares
Los militares son usados como instrumento de los partidos que no aceptan las reglas de la democracia, eso no los exime de su culpabilidad.
Eduardo BRANDAO   Rio de Janeiro   Brazil   15/10/2004 16:17:08
Basta á guerra
Chegou á hora de dizer,á todos os militares,basta á guerra,este acto mostra clara á divisâo no seio das forças armadas,pelo que,condenou com veemencia atitude barbaro,á morte de general seabra e coronel barros,estes atitudes que continua á provocar os refugios dos quadros da guiné,basta,basta queremos á paz.
Sonia   Leeds   Reino Unido   15/10/2004 12:55:12
Acarinhar os militares?
Caro amigo Sergio, obrigado pelo forca.Antes de mais concordo c a tua opiniao realmente os militares deveriam ser a uniao de um Pais,mas a verdade e que na Guine eles nao o sao. Portanto espanta-me falares em acariciar quando eles agarram em armas para serem ouvidos.Como dar carinho quando eles nao estao a cumprir com o seu papel?Pensemos na realidade antes de falar em utopias. Thanks
S. Sérgio   Maputo   Mozambique   12/10/2004 18:23:47
minha opinião!
Antes gostaria de saudar a todo povo da Guiné Bussau e desejar ponderação e paz na vossa participação nas próximas eleições à porta. Quanto ao assunto em debate, não irei entrar em grandes devagações, pois, apenas queria recordar aos participantes que enquanto em África não abandonarmos o slogan "Currupção" nunca termos o povo felíz. Este povo inclui diversas elites sociais menos os políticos porque afinal são os grandes promotores do tal mal. Quando me refiro ao povo, incluí os estudantes nas diversas categorias do ensino, militares não politizados (politizados são os da categorria de gestão ao alto nível), que são os que dentre tantos que são sufocados, estes tem a mínima visão e, aos que tem recursos como armas, usam-nas tal como o operário em suas manifestações aparecem munidos de pá, martelo e mais. Caros participantes, ao falarmos de militares temos que analizarmos o assunto com certa cautela, pois eles são o garante de qualquer unidade nacional devem os militares Africanos serem acarinhados tal como o são por exemplo as tropas da UE, ou mesmo da Líbia. Isto tudo requere que os Governantes pensem em ordenados próprios para os militares de igual como pensam para os Deputados. como disse, não vou em grandes devagações. mais não disse.
S.S   LEEDS   Reino Unido   10/10/2004 0:30:50
Papel dos militares!!!
Concordo com a visao do Lutero, nao se admite que os militares tenham a capacidade de intervir nos assuntos politicos.Ser militar nao e agarrar numa arma e disparar qd quer ser ouvido, o ser militar e mais do q um Homem fardado,e honrar a farda que veste.Sera que foi em vao a nossa luta para a conquista da independencia?com estes actos transloucados so me resta concluir que sim.E necessario que haja uma divisao clara dos poderes, caso contrario nao sei aonde ira parar o pais.A possibilidade de golpe de estado estara sempre iminente se os militares continuarem a achar que a arma e a solucao do problema.Uniao e tudo o que peco a este povo que ja sofreu bastante na sua caminhada para o desenvolvimento.
Wilson Lutero   Belo Horizonte   Brazil   28/08/2004 22:52:31
conjuntura política do País
Chamo-me Wilson Lutero,estudante guineense no Brasil,cidade de Belo Horizonte. Como qualquer cidadão comum com direitos de participar,opinar ou comentar sobre a vida política nacional,estou aqui para fazer meu comentário concernente a atual conjuntura política do País,especificamente às declarações de Sr. Alberto Nambeia,proferidas a propósito da tensão que se faz sentir nos últimos dias no País. "Somos da opinião que os militares não devem isentar,dada a gravidade da situação em que estamos não podem ficar assim sem dizer nada.Estão bastante silenciosos",afirma Nambeia,presidente do PRS. Comentando essas declarações gostaria de dizer o seguinte:não estou contra a classe castrense do País,aliás,é classe da qual preservo muito respeito.Entretanto,numa sociedade de direitos como nossa,em que a organização e funcionamento da mesma se dá pelo respeito funcional de cada um dos órgãos que compõe a sociedade,não se pode permitir que as coisas continuem a funcionar sem estrutura.Por outras palavras,o papel da classe castrense é dentro do quartel,é defender a integralidade territorial,missão que aliás,até nem preciso frisar, porque até o neonato sabe disso;o da classe política é fazer política,é organizar,é administrar o País.Porém,o que não entendo é até quando,vós,políticos guineenses,acham que os militares vão continuar dando lição de política para senhores.Senhores não são capazes de se entenderem,não são capazes de resolver assuntos que dizem respeito às alçadas de senhores?Isso,pra mim é um vexame para classe política nacional,expressa de certa forma a incompetência,o despreparo e infantilidade da classe política nacional.Chega de misturar as coisas! O que querem que militares dizem diante dessa tensão?Que A ou B não deve fazer isso ou aquilo?Isso não é trabalho deles!Muito pelo contrário,ao meu ver,a intervenção da classe castrense no assunto serviria só somente para que a comunidade internacional dissesse:os militares estão intervindo na política.Compremetendo mais ainda do que já estava a vida do País. Espero que consigam dentro da política resolver esse assunto sem intervenção dos militares. Cordialmente, .
 

Guine-Bissau.com - marca registrada.
Não se autoriza a utilização dos nossos conteúdos sem prévio acordo.
BISSAU - GUINÉ-BISSAU
EDITORIAL
  LIBERDADE DE EXPRESSÃO !!
>> ELEIÇÕES 2008
>> ELEIÇÕES 2004
>> OPINIÃO
>> ANÚNCIOS
>> CORRUPÇÃO
>>  AJUDAS INTERNACIONAIS
>>  DOSSIERS
 Arduinna.org